Última hora

Última hora

Mauritânia: Exército toma poder durante ausência do presidente Taya

Em leitura:

Mauritânia: Exército toma poder durante ausência do presidente Taya

Tamanho do texto Aa Aa

O exército da Mauritânia anunciou ter tomado o poder após o golpe de Estado desta quarta-feira. Os golpistas dizem ter derrubado o “regime totalitário” que governava o país africano e instauraram uma junta militar que ficará em funções por dois anos, tempo que dizem ser necessário para implantar uma democracia.

O golpe começou ao início do dia, na ausência do presidente Maaouaya Taya, que se tinha deslocado à Arábia Saudita para o funeral do rei Fahd. Taya encontra-se agora na Nigéria. Há 20 anos também o presidente Taya chegava ao poder após um golpe de Estado. Em 2003 sobreviveu a uma tentativa para o derrubar e em 2004 as autoridades impediram duas outras. Após o golpe desta quarta-feira, não há informações sobre a existência de mortos. Há sim notícias não confirmadas de detenções entre a hierarquia militar. A União Africana diz-se preocupada com a situação na Mauritânia, país que dentro de um ano começa a explorar os recursos petrolíferos.