Última hora

Última hora

Rei Abdullah promete consolidar a justiça na Arábia Saudita

Em leitura:

Rei Abdullah promete consolidar a justiça na Arábia Saudita

Tamanho do texto Aa Aa

O rei Abdullah bin Abdul Aziz da Arábia Saudita promete consolidar a justiça e servir o povo. Este foi o teor do seu primeiro discurso como rei entronizado. O novo rei herda de direito um país no qual reinava de facto há já dez anos, desde a doença que acometeu o falecido rei Fadh, seu meio-irmão.

O príncipe Carlos de Inglaterra e o vice-presidente norte-americano Dick Cheney assitiram à coroação de Abdullah. O líder do maior país da península arábica – primeiro produtor e exportador de petróleo do mundo – passou, na véspera depois das exéquias do Rei Fadh, algumas horas em privado com o presidente francês, Jacques Chirac. Altos responsáveis sauditas – sunitas, xiitas e chefes tribais -, dignatários árabes e africanos e dirigentes ocidentais prestaram homenagem ao rei wahhabita. De qualquer forma, os analistas prevêem já lutas internas no seio da família real saudita senão forem criadas novas leis de sucessão e reinados mais curtos, tendo em conta que tanto o rei como o príncipe herdeiro são octogenários.