Última hora

Última hora

Primeiro-ministro turco irritado com Paris

Em leitura:

Primeiro-ministro turco irritado com Paris

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro turco está irritado com o governo francês. Recep Tayyip Erdogan não escondeu a sua irritação, esta quinta-feira, em Ancara, pelo facto de a França defender que as negociações de adesão à União Europeia só podem começar quando a Turquia reconhecer a República de Chipre.

Erdogan disse que não aceitará mais condições para o início das negociações de adesão, previsto para o dia 03 de Outubro. Esta reacção surge depois do primeiro-ministro francês, Dominique de Villepin, ter afirmado que não pode haver negociações de adesão com um país que não reconhece um dos 25 membros da União. Na semana passada, a Turquia assinou um protocolo que estende aos dez novos Estados-membros o acordo aduaneiro que liga o país ao bloco europeu, desde 1996. Depois da assinatura, o governo de Erdogan, numa declaração unilateral, sublinhou que a assinatura do protocolo não significava um reconhecimento do executivo cipriota-grego. O primeiro-ministro turco disse ainda, esta quinta-feira, estar “muito desiludido com Jacques Chirac” que na cimeira de 17 de Dezembro de 2004 afirmou que a assinatura do protocolo não significava o reconhecimento da República grega de Chipre. Chipre está dividida desde a invasão do norte da ilha pelas tropas turcas, em 1974.