Última hora

Última hora

Bush considera estabilização do Iraque fundamental para combater al-Qaida

Em leitura:

Bush considera estabilização do Iraque fundamental para combater al-Qaida

Tamanho do texto Aa Aa

As ameaças da al-Qaida voltaram a pairar sobre Londres e Washington no vídeo ontem divulgado pela al-Jazira.

Nas imagens, Ayman al-Zawahiri, o número dois da organização terrorista, anunciou novos e terríveis ataques contra interesses britânicos e norte-americanos, enquanto durar a ocupação iraquiana e a apropriação dos recursos energéticos do Médio Oriente. Em resposta, durante uma recepção ao chefe de Estado colombiano Álvaro Uribe, o presidente norte-americano George W. Bush prometeu continuar o trabalho desenvolvido na estabilização da democracia iraquiana. “Os comentários do número 2 da al-Qaida tornam claro que o Iraque faz parte desta guerra contra o terrorismo. E nós estamos em guerra. Por outras palavras, ele está a dizer: ‘Saiam’. Mas vamos permanecer firmes. Vamos terminar a nossa missão no Iraque. E a nossa missão é ajudar os iraquianos a desenvolver uma democracia. O Iraque está a escrever uma constituição, que será ratificada em Outubro e depois irá eleger um governo permanente.” Washington tem 138 mil soldados destacados no Iraque.Numa recente sondagem, efectuada por uma televisão norte-americana, 55 por cento dos inquiridos revelaram desaprovar a forma como o presidente Bush está a gerir o conflito.