Última hora

Última hora

Israel:Opositor a retirada de Gaza mata quatro Árabes israelitas em Shfaram

Em leitura:

Israel:Opositor a retirada de Gaza mata quatro Árabes israelitas em Shfaram

Tamanho do texto Aa Aa

Um desertor do exército israelita abriu fogo no interior de um autocarro e matou quatro pessoas.

Tudo aconteceu nesta quinta-feira à tarde em Shfaram, na Galileia, norte de Israel, uma cidade de maioria Árabe israelita. Eden Nathan Zaada, de 19 anos, foi linchado pela multidão depois de ter cometido o atentado. Entre as vítimas estão cristãos e muçulmanos. 22 pessoas ficaram ainda feridas durante o ataque e o linchamento. Higal Salmor, em nome do Governo israelita, condenou prontamente o ataque. “Terror é terror, um terrorista é um terrorista e deve ser tratado como tal.Estou certo que a polícia e as forças de segurança farão tudo para evitar que estas coisas tornem a acontecer.” A condenação foi repetida pelo ministro palestiniano do Planeamento, Ghassan al-Khatib. “Este brutal incidente, no qual um soldado israelita abriu fogo sobre a multidão só porque são árabes e palestinianos, é um reflexo da educação racista que está a preencher a sociedade israelita.” O terrorista, que tinha desertado do Tsahal por recusar participar nas manobras de retirada de Gaza, era oriundo de um colonato na Cisjordânia, reputado como extremista. A polícia tinha previsto eventuais situações deste género, destinadas a desestabilizar a retirada da Faixa de Gaza.O Conselho dos Colonos, oposto à evacuação, repudiou o ataque, o Hamas pondera retaliar.