Última hora

Em leitura:

Intempéries mantêm Discovery em órbita por mais 24 horas


mundo

Intempéries mantêm Discovery em órbita por mais 24 horas

Aguaceiros e nuvens altas impediram esta segunda-feira o regresso do vaivém Discovery ao Centro Espacial Kennedy, de onde foi lançado no dia 26 de Julho.

As condições atmosféricas levaram a um primeiro adiamento de noventa minutos, mas a ausência de melhorias obrigou a NASA a rever o programa de aterragem da 114ª missão da era vaivém. Amanhã quando forem 10 horas e sete minutos em Lisboa, o Discovery deverá dar por concluído o seu 31º voo orbital. Porém, caso se verifiquem novas complicações climatéricas, as bases aéreas Edwards na Califórnia e de White Sands no Novo México estão de prevenção para eventuais aterragens. Apesar de todas as precauções tomadas pela NASA, o desprendimento de um pedaço de espuma isolante durante a manobra de lançamento fez temer pela integridade da nave, o que obrigou à primeira reparação em órbita de um veículo espacial. Depois de todos os percalços, é o clima que obriga os sete membros da tripulação a passarem mais um dia no espaço. Esta primeira missão tripulada desde a desintegração do vaivém Columbia, representou para a NASA um investimento de mil milhões de dólares e dois anos e meio de trabalho. Porém, as preocupações com a segurança do sistema de vaivéns, em serviço desde 1981, levaram à anulação por tempo indeterminado de todas as missões tripuladas. Um novo veículo espacial, ainda por conceber, deverá entrar em serviço por volta de 2010.
Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

China:Inundação encurrala 102 mineiros em mina de carvão de Guangdong