Última hora

Última hora

Imã muçulmano foge de Londres para o Líbano

Em leitura:

Imã muçulmano foge de Londres para o Líbano

Tamanho do texto Aa Aa

Omar Bakri, um clérigo muçulmano controverso instalado em Londres, deixou no passado sábado a capital britânica em direcção ao Líbano.

A esposa diz que saiu de férias para visitar a mãe que está doente; uma cadeia de televisão britânica garante que fugiu e que se prepara para se instalar num dos países dos Emiratos. O seu braço direito, Anjem Choudary, confirma a saída de Bakri, acrescentando: “penso que é muito triste que os nossos formadores e teóricos sejam forçados a partir para o estrangeiro sob a ameaça de detenção neste país”. Omar Bakri faz parte dos clérigos extremistas, susceptíveis de serem perseguidos pela justiça e expulsos da Grã-Bretanha, no quadro das novas medidas de luta anti-terrorista anunciadas na passada semana pelo primeiro-ministro Tony Blair. Arrisca nomeadamente a acusação por crime de traição, um dos mais graves previstos na lei britânica. Bakri exorta os muçulmanos a trabalharem para a instalação de um califado mundial; afirma que não denunciará um muçulmano que se prepare para cometer atentados e regozijou-se pelos atentados de 11 de Março em Madrid. Os quatro suspeitos da autoria dos ataques falhados de 21 de Julho foram ouvidos em tribunal na manhã de segunda-feira. O juiz decretou prisão preventiva até 14 de Novembro. Três estão acusados de tentativa de homícidio, posse de explosivos e conspiração e o quarto de conspiração com objectivos homicidas. As autoridades britânicas aguardam a decisão da justiça italiana sobre o pedido de extradiç%ão do quinto suspeito detido em Roma.