Última hora

Última hora

Irão assegura legalidade da conversão nuclear; ElBaradei apela à calma

Em leitura:

Irão assegura legalidade da conversão nuclear; ElBaradei apela à calma

Tamanho do texto Aa Aa

O Irão garante que não fez nada de ilegal e que tem novas propostas sobre o programa nuclear para apresentar na reunião da Agência Internacional de Energia Atómica (AEIA).

O director geral da Agência, pouco tempo depois de começarem as discussões, fez uma conferência de imprensa para apelar à calma dos iranianos, mas também dos americanos e dos europeus que ameaçam levar o dossiê ao Conselho de Segurança das Nações Unidas. Mohamed Elbaradei tem esperança nas conversações e acredita que todas as partes vão continuar com o diálogo. Diz mesmo que “nada se pode resolver à margem das negociações”. Quem não tem dúvidas nenhumas sobre o que fazer depois do anúncio público da retoma da conversão nuclear é a oposição iraniana. O Conselho Nacional da Resistência enviou uma carta à AIEA a dizer que a Europa não pode continuar a pactuar com um regime liderado por um terrorista, referindo-se ao novo líder ultra-conservador Mahmud Ahmadinejad. Em Viena, uma pequena representação iraniana marcou presença com alguns protestos no exterior do edifício da agência internacional. Para um dos presentes, Shahim Gubadi, “é óbvio que o programa nuclear iraniano vai servir para fabricar armas nucleares e por isso o assunto deve ir ao Conselho de Segurança das Nações Unidas”. O órgão executivo da AEIA está reunido de urgência. Por hoje, a reunião está suspensa. Os trabalhos são retomados amanhã para decidir o que fazer com o Irão, depois ter retomado as actividades de conversão nuclear.