Última hora

Última hora

Juízes britânicos temem aumento do crime com liberalização de horário dos "pubs"

Em leitura:

Juízes britânicos temem aumento do crime com liberalização de horário dos "pubs"

Tamanho do texto Aa Aa

A liberalização do horário dos pubs e discotecas no Reino Unido vai aumentar a incidência de violações, violência doméstica e perturbações da ordem pública.

Esta é a opinião dos juízes britânicos, divulgada hoje num relatório sobre as consequências do projecto-lei do governo Blair, que, a partir de Novembro, autoriza os estabelecimentos de diversão nocturna a funcionarem 24 horas por dia. Rob Hayward, representante do sector hoteleiro, desmistifica os receios dos magistrados:“A esmagadora maioria das autorizações pedidas diz respeito a apenas mais uma hora de funcionamento à sexta-feira e ao sábado. Não há praticamente nenhum pub a solicitar alargamentos significativos de horário. Não vamos assistir a aumentos maciços dos horários de bebida e foi isso que deu origem aos comentários dos juízes.” Também os tories, que fizeram uma proposta similar em 1988, consideram agora que o melhor será manter a lei de encerramento dos locais de diversão nocturna como está. O deputado conservador Humphrey Mallins entende que “a prioridade é fazer respeitar a actual lei. Porque se não for cumprida, a situação tende a piorar e os tribunais vão ficar cheios de gente que comete crimes, crimes violentos, como resultado do consumo de álcool.” Para fazer face aos comportamentos abusivos, o governo britânico pretende impor em determinadas zonas de diversão nocturna taxas que cubram as despesas de policiamento, serviços de saúde e limpeza urbana. A legislação, aprovada em 2003, entra em vigor em Novembro; 90% dos bares já solicitaram ou vão solicitar alargamentos de horário.