Última hora

Última hora

Londres pondera deportação de estrangeiros perigosos

Em leitura:

Londres pondera deportação de estrangeiros perigosos

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades britânicas encaram deportar dez cidadãos suspeitos de constituírem uma ameaça para o país. Ao abrigo da legislação antiterrorista, o governo está a tomar medidas para inverter a ameaça que pende sobre o Reino Unido e que se concretizou nas duas vagas de atentados que assolaram Londres no mês passado.

Entre os detidos, cujas identidades não foram divulgadas, pensa-se estar um homem já conhecido das autoridades, o religioso extremista Abu Qatada, considerado o líder espiritual da Al-Qaida na Europa. Na Jordânia, de onde é natural, Qatada foi condenado à revelia a prisão perpétua por envolvimento em ataques terroristas. No entanto, em 94, chegou à Grã-Bretanha e obteve o estatuto de refugiado político. Ao mesmo tempo, prossegue a investigação relacionada com os ataques de 7 e 21 de Julho. O tribunal de Bow Street em Londres, ouviu hoje dez pessoas, que vão permanecer detidas preventivamente, por colaboração com os autores materiais e obstrução à justiça. A mulher e a cunhada de Osman Hussein, um dos bombistas falhados de 21 de Julho, estão entre os detidos.