Última hora

Última hora

Paz no Sri Lanka em causa

Em leitura:

Paz no Sri Lanka em causa

Tamanho do texto Aa Aa

O governo do Sri Lanka decretou o estado de emergência na sequência do assassinato do ministro dos Negócios Estrangeiros Lakshman Kadirgamar. O crime coloca em causa o frágil cessar fogo assinado em 2002 entre governo e rebeldes.

Kadirgamar, personalidade próxima do presidente Chandrika Kumaratunga, foi baleado na cabeça e no peito na noite de sexta para sábado. Vários sectores da sociedade apontaram o dedo aos Tigres de Libertação da Pátria Tamil. Numa página da internet os separatistas tamiles negaram qualquer envolvimento e acusaram elementos do interior do governo de serem os responsáveis com a intenção de sabotar o processo de paz. Analistas referem que o assassinato do ministro dos negócios estrangeiros vai reforçar a posição dos mais radicais, aqueles que são contra as negociações com os separatistas. Os Tigres Tamiles pegaram nas armas em 83 para exigirem a criação de um estado separado para a etnia tamil, minoritária no país. Até ser alcançada uma trégua em 2002, cerca de 65 mil pessoas morreram na guerra civil. Nas ruas de Colombo, a capital, o dia-a-dia prossegue mas agora com um futuro menos nítido em relação ao futuro.