Última hora

Última hora

Ucrânia e Geórgia aliam-se para defender democracia em terras da ex-URSS

Em leitura:

Ucrânia e Geórgia aliam-se para defender democracia em terras da ex-URSS

Tamanho do texto Aa Aa

A Ucrânia e a Geórgia viveram nos últimos anos um percurso histórico semelhante e agora unem-se para criar um organismo para defender a liberdade e a democracia em terras da ex-União Soviética, no Báltico, Mar Negro e regiões do Mar Cáspio.

Ontem, em Borjomi, uma conhecida estância da Geórgia, os presidentes ucraniano, Viktor Iuschenko, e georgiano, Mikhail Saakashvili, lançaram as bases da “Comunidade da Escolha Democrática”. Iuschenko e Saakashvili não revelaram que outros países vão integrar esta nova Commonwealth, disseram só que o organismo vai “promover a democracia, a segurança, a estabilidade e a paz desde o Oceano Atlântico ao Mar Cáspio”. A primeira reunião terá lugar no Outono, na Ucrânia. Os Estados Unidos, a União Europeia e a Rússia serão convidados como observadores, mesmo se o organismo é mais um golpe para Moscovo, até porque o local escolhido para a assinatura foi um palácio que chegou a acolher os Czars russos e Estaline. Tbilissi e Kiev defendem a manutenção de laços com a Rússia, depois de se terem afastado da esfera de influência directa pela via das Revoluções das Rosas, na Geórgia, e Laranja, na Ucrânia.