Última hora

Última hora

Campanha eleitoral no Egipto para eleições multipartidárias

Em leitura:

Campanha eleitoral no Egipto para eleições multipartidárias

Tamanho do texto Aa Aa

Arrancou a campanha para as primeiras eleições presidenciais com múltiplos candidatos e por sufrágio universal da história do Egipto. O presidente Hosni Mubarak, que é o favorito, reiterou a recusa em permitir qualquer controlo internacional ao escrutínio, que parte da oposição boicota por ter já a certeza de que não será transparente.

Nos cartazes da sua campanha, aparece ao lado de figuras como o Rei da Jordânia, o Rei da Arábia Saudita, entre outros, mas não com o presidente americano. George Bush insistiu até agora com Mubarak para proporcionar ao povo egípcio umas eleições livres e justas. Mubarak, candidato a um quinto mandato de seis anos, defronta nove candidatos nas eleições marcadas para 7 de Setembro. O advogado liberal Ayman Nour, chefe do movimento de oposição Al-Ghad, com 41 anos de idade, assegura estar certo da vitória. Osama Shaltout, dirigente do al-Takaful, é o terceiro candidato de quem se fala, porque acha que Mubarak, no poder há 25 anos, deve responder judicialmente pelos erros cometidos. Resta saber qual será o rosto eleito pelos egípcios.