Última hora

Última hora

Madrid repatria soldados mortos em queda de helicóptero no Afeganistão

Em leitura:

Madrid repatria soldados mortos em queda de helicóptero no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Os féretros dos 17 militares espanhóis mortos na queda de um helicóptero em Herat no Afeganistão receberam hoje as últimas honras antes de serem trasladados para Espanha. Após uma cerimónia presidida pelo ministro da Defesa, José Bono, na qual os militares foram homenageados pelo restante contingente da NATO que actua sob mandato das Nações Unidas, os restos mortais dos militares foram conduzidos a um Hércules C-130.

A aeronave tem chegada prevista à base aérea de Getafe, nas imediações de Madrid, hoje ao início da noite. O helicóptero espanhol, um Cougar, despenhou-se na terça-feira enquanto realizava um voo táctico nas imediações de Herat. Apesar de ainda não ter divulgado conclusões definitivas, a comissão de inquérito apoiada nos indícios recolhidos e em algumas testemunhas oculares atribui o acidente aos fortes ventos e à ligeira tempestade de areia que se fazia sentir. Entretanto, hoje, o primeiro-ministro Zapatero visitou as bases onde prestavam serviço os militares falecidos e encontrou-se com familiares das vítimas. O presidente do Governo espanhol esteve de manhã na Galiza, onde estavam mobilizados 12 dos soldados mortos, de onde seguiu para El Copero, em Sevilha, base de quatro outros militares. Daí regressou a Madrid, à base de Colmenar Viejo, de onde provinha um militar.Ainda não está marcado o funeral dos soldados, mas o governo espanhol decretou dois dias de luto nacional.