Última hora

Última hora

Bento XVI alerta para perigos do anti-semitismo em visita a sinagoga de Colónia

Em leitura:

Bento XVI alerta para perigos do anti-semitismo em visita a sinagoga de Colónia

Tamanho do texto Aa Aa

No esteio do seu antecessor, Bento XVI aproveitou a deslocação à Alemanha para visitar a sinagoga de Colónia.Depois de ouvir o Kaddish, a oração dos mortos judaica, o Papa prestou homenagem às vítimas do Holocausto recolhendo-se em oração junto de um monumento à memória dos perseguidos do Nazismo.Bento XVI quer reforçar os laços ecuménicos e trabalhar em conjunto com todas as religiões para que os crimes nazis não se tornem a repetir.O Papa alertou ainda para os perigos que espreitam na sociedade actual.

“Ensinar a história da Segunda Guerra Mundial aos jovens é uma tarefa de importância crucial, porque, infelizmente, verificam-se hoje sinais de anti-semitismo e diferentes formas de hostilidade generalizada para com os estrangeiros. Estes são motivos de preocupação que nos obrigam a permanecer vigilantes”, afirmou Bento XVI.Membro à força da Juventude Hitleriana, o Santo Padre aproveitou esta visita à sinagoga de Colónia, destruída pelos Nazis em 1938, para exortar católicos e judeus a colaborarem na defesa e promoção dos direitos humanos e dos valores da família, da justiça social e da paz.O Sumo Pontífice convidou também a comunidade judaica ao diálogo no sentido de se ultrapassarem divergentes interpretações históricas, nomeadamente no que diz respeito ao papel do Vaticano e do Papa Pio XII durante o Holocausto.Amanhã, Bento XVI vai encontrar-se com responsáveis da comunidade muçulmana, no domingo preside à missa de encerramento das Jornadas Mundiais da Juventude.