Última hora

Última hora

Único condenado nos atentados de 11 de Setembro vê pena reduzida para metade

Em leitura:

Único condenado nos atentados de 11 de Setembro vê pena reduzida para metade

Tamanho do texto Aa Aa

Mounir el Motassadeq vai cumprir sete anos de prisão por fazer parte de uma organização terrorista, em vez dos 15 a que antes tinha sido sentenciado.O único condenado por participação nos atentados de 11 de Setembro em Nova Iorque foi sentenciado em 2003 à pena máxima.

Mas alguns problemas processuais levaram à realização de um novo processo e agora o número de anos que deveria estar encarcerado passou para metade. O procurador federal reconhece que o pormenor de Motassadeq ter sido formado num campo de treinos para terroristas no Afeganistão é um facto que pesa no processo mas o certo é que faltam provas. Os autores dos atentados estão mortos e por isso a justiça só pode lidar com indicações. Este segundo julgamento, que o acusado aguardou em liberdade, terá servido para corrigir erros processuais e respeitar os direitos de defesa que não terão sido respeitados no julgamento de 2003.O advogado de defesa garante que não havia provas suficientes sobre o real envolvimento do cliente nos atentados de 11 de Setembro. Motassadeq viu a pena reduzida para sete anos de prisão, ficou provado no tribunal alemão de Hamburgo que o marroquino de 31 anos participou nos atentados de Nova Iorque, mas foi retirada a acusação de cumplicidade na morte de mais de 3 mil pessoas.