Última hora

Última hora

Mais um fim-de-semana de inferno para os bombeiros portugueses

Em leitura:

Mais um fim-de-semana de inferno para os bombeiros portugueses

Tamanho do texto Aa Aa

Ao meio-dia de sábado 16 fogos mantinham-se activos sendo os mais preocupantes em Pampilhosa da Serra e Castro Daire. Nesta localidade um total de 40 pessoas tiveram de ser retiradas da localidade de Nodar. Ameaçadas pelas chamas e já evacuadas estão também as povoações de Lobatos e Lobatinhos, no concelho de Pampilhosa da Serra, onde o fogo passou do rescaldo, ontem à noite, a um violento reacendimento. O vento e as altas temperaturas terão contribuido para esta situação. No local 114 bombeiros apoiados por 32 viaturas lutam contra o braseiro. As autoridades portuguesas pediram a Espanha o envio de três aviões anfíbios para ajudar a combater este incêndio uma vez que os meios portugueses estão já dispersos pelos restantes fogos que consomem floresta e vegetação nas regiões de Aveiro, Braga, Bragança, Guarda, Viseu, Vila Real, e Castelo Branco.

Activos estão um total 1.607 bombeiros, 433 viaturas e 27 meios aéreos, insuficientes para pôr fim a um dos maiores dramas do país.