Última hora

Última hora

França e Venezuela rendem homenagem a vítimas de acidente aéreo

Em leitura:

França e Venezuela rendem homenagem a vítimas de acidente aéreo

Tamanho do texto Aa Aa

Fort-de-France, capital da Martinica, está de luto e os chefes de Estado francês e venezuelano, Jacques Chirac e Hugo Chavez, quiseram mostrar publicamente que estão solidários com o povo.

A maior cerimónia fúnebre do Estado francês a vítimas francesas de um acidente aéreo não teve discursos, mas apenas músicas como a Ave Maria de Schubert. Os passageiros eram, na sua maioria, funcionários públicos da Martinica, território francês ultramarino, que regressavam de férias no passado dia 16 do corrente mês, com as famílias. Os tripulantes eram colombianos. O avião transportava-os do Panamá, e despenhou-se na Venezuela. A última coisa que se soube foi que o piloto deu conta de problemas no motor durante um contacto com a torre de controlo do Aeroporto de Caracas, na Venezuela, e desviou da sua rota original,. Dez minutos mais tarde, as autoridades perderam contacto com o avião. Pouco depois confirmava-se a queda do aparelho, um MD-82, e que não havia sobreviventes. 160 crianças colocaram uma vela em frente das fotografias e dos nomes dos malogrados passageiros. No final da cerimónia ecuménica (todos os cultos da ilha estiveram representados) fez-se um minuto de silêncio.