Última hora

Última hora

Mães de crianças mortas em Beslan querem melhor justiça

Em leitura:

Mães de crianças mortas em Beslan querem melhor justiça

Tamanho do texto Aa Aa

Mães de crianças mortas no ano passado, na escola russa de Beslan, acusam as autoridades de não serem eficientes e de não estarem a conduzir as investigação de forma séria. O primeiro aniversário do trágico sequestro é já no próximo mês.

Umas 15 mães passaram a noite no tribunal, onde decorre, desde o dia 17 de Maio,o julgamento do único elemento do comando terrorista que sequestrou a escola, Nurpashí Kuláyev, checheno. As mulheres não foram recebidas por nenhum elemento do tribunal. Ao que tudo indica, o próprio presidente Putin também não está satisfeito com os resultados da comissão de inquérito parlamentar que, nas vésperas do primeiro aniversário da tragédia, não vai ser capaz de publicar nenhum relatório. A 3 de Setembro, e durante 52 horas, o comando terrorista manteve as pessoas num inferno. A interveção dos agentes russos acabou com o sequestro, mas à custa de 331 mortos, entre eles 186 crianças e 12 polícias.