Última hora

Última hora

Hamas ameaça Israel com "inferno" nos territórios que ainda ocupa

Em leitura:

Hamas ameaça Israel com "inferno" nos territórios que ainda ocupa

Tamanho do texto Aa Aa

O Hamas promete um “inferno” a Israel após a retirada da Faixa de Gaza. A ameaça foi feita por Mohammed Deif. Num vídeo, o líder do grupo radical afirmou que Israel saiu humilhado de Gaza e incentiva os activistas a prosseguirem a luta armada até à libertação dos territórios palestinianos ainda ocupados, isto é, Cisjordânia e Jerusalém.

Autor de vários ataques anti-israelitas, Deif é um dos homens mais procurados por Israel há mais de 15 anos, vive na clandestinidade e sobreviveu a vários atentados. O Estado hebraico respondeu à ameaça. Responsável do ministério dos Negócios Estrangeiros, Ginedon Meir disse que “Deif tenta estragar a festa e que estas declarações provam que a Autoridade Palestiniana tem de combater organizações como o Hamas e a Jihad islâmica”. O presidente palestiniano é pressionado para desarmar os radicais. Mahmmud Abbas tem feito vários apelos ao desarmamento, mas Deif adverte contra qualquer tentativa nesse sentido. Por entre manifestações de júbilo, o Hamas e o Fatah, de Abbas, reivindicam ambos a vitória após a retirada israelita e há receios de que a guerra de palavras dê lugar a um conflito aberto.