Última hora

Última hora

Europa Central e Oriental começa a limpar zonas afectadas pelas cheias

Em leitura:

Europa Central e Oriental começa a limpar zonas afectadas pelas cheias

Tamanho do texto Aa Aa

A Europa Central e Oriental vê pouco a pouco baixar as águas que na última semana fizeram quase 70 mortos. A prioridade é agora a limpeza e a reconstrução, mas nem todos o podem ainda fazer. É o caso dos habitantes de Gargellen, a única aldeia nos Alpes austríacos ainda isolada e abastecida pela ponte aérea formada pelos militares.

Na última semana, as inundações afectaram seriamente a Alemanha, a Aústria, a Suíça, a Polónia, mas, sobretudo, a Bulgária e a Roménia. É nestes dois países que se regista o maior número de vítimas. Na Bulgária morreram 26 pessoas. Na Roménia, com 33 mortos desde o início de Agosto, o risco é agora o de epidemias, devido aos cadáveres de animais e aos danos provocados nos esgotos. Em todos os países afectados os estados de alerta vão sendo levantados e milhares de pessoas estão envolvidas já nas primeiras limpezas, mas outros são obrigados a esperar mais algum tempo.