Última hora

Última hora

Nova Orleães: Milhares de habitantes em fuga à aproximação do furacão Katrina

Em leitura:

Nova Orleães: Milhares de habitantes em fuga à aproximação do furacão Katrina

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de habitantes de Nova Orleães fogem da cidade após o alerta ao furacão emitido pelas autoridades.

Depois da destruidora passagem na Florida, o furacão Katrina ganhou intensidade no Golfo do México e assumiu o grau máximo na escala de cinco níveis de Saffir-Simpson. Isto quer dizer que os ventos e as chuvas diluvianas, que vão açoitar as costas da Luisiana e do Alabama, podem ultrapassar os 260km/hora. Por isso, as populações locais foram aconselhadas a abandonar as zonas costeiras e os turistas a permanecerem, no mínimo, no terceiro andar dos hotéis em que estão alojados. Grande parte de Nova Orleães, cuja área metropolitana ultrapassa um milhão de habitantes, está situada abaixo do nível do mar, pelo que se aguardam consequências destruidoras na cidade, mercê dos fortes ventos e chuvas e do risco de inundações. O presidente George W. Bush decretou já o estado de emergência na Luisiana, para poder recorrer aos serviços federais de protecção civil. Na Florida, que permanece em alerta, contabilizava-se a destruição, que fez sete mortos e causou danos entre mil e dois mil milhões de dólares. Numa altura em que o Katrina se encontrava a 400km a Sudeste da foz do rio Mississipi, as plataformas petrolíferas norte-americanas do Golfo do México trabalhavam a um terço da capacidade, mas é previsível o corte total da produção.