Última hora

Última hora

Bruxelas tenta acordo com Pequim

Em leitura:

Bruxelas tenta acordo com Pequim

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia espera poder resolver, até meados de Setembro, a crise dos têxteis chineses bloqueados às portas da União. O comissário europeu, Peter Mandelson vai propôr hoje uma série de medidas aos países membros para resolver o problema provocado pelo acordo de quotas assinado dia 10 de Junho com a China. Depois de quatro dias de negociações intensas em Pequim para tentar desbloquear dezenas de milhões de artigos de vestuário retidos nas fronteiras europeias a China a e União Europeia tentam um acordo.

Importadores e distribuidores acusam Bruxelas de não ter conseguido prever a crise. Os retalhistas têm agora de assumir despesas e armazenamento dos produtos chegados às alfândegas. Pequim justifica esta situação com a abundância de produtos exportados e encomendados entre 11 de Junho e 20 de Julho altura que foram postos em prática mecanismos de controlo então acordados. Em Portugal, mais de 13,5 toneladas de produtos esperam licença para entrar no país.