Última hora

Última hora

"Katrina" perde intensidade durante passagem no Luisiana rumo ao Mississípi

Em leitura:

"Katrina" perde intensidade durante passagem no Luisiana rumo ao Mississípi

Tamanho do texto Aa Aa

O “Katrina” fustigou o Luisiana e segue agora o seu caminho rumo ao Mississípi e Alabama, mas vai perdendo intensidade. O furacão baixou da categoria quatro para o grau três, com ventos a atingirem os 200 km/hora.

Segundo os serviços de vigilância de furacões, o “Katrina” mudou ligeiramente de trajectória. O cento do furacão não passou no centro de Nova Orleães, mas um pouco a leste da cidade. Mesmo assim as chuvas intensas os ventos fortes provocaram danos. Um habitante de Nova Orleães diz que a situação esteve complicada, os ventos arrancaram tudo o que puderam e muitas estradas estão intransitáveis. Outra pessoa afirma que está muito nervosa porque não está habituada a situações do género, pois antes vivia no Estado da Pensilvânia. Depois da Florida, onde matou sete pessoas, o “Katrina” deixa na Luisiana casas destruídas, quase 400 mil pessoas sem electricidade e um balanço de três mortos, idosos que eram transferidos para locais seguros. O furacão segue agora direito a Biloxi, uma pequena cidade costeira do Estado do Mississípi. Em Nova Orleães, a aproximação do “Katrina” era vista com grande preocupação e acabou por provocar danos no tecto do Superdome, o estádio coberto tido como um dos locais seguros e que acolhe dezenas de milhares de pessoas que não puderam fugir da cidade. Face a um dos mais potentes furacões que tocou os Estados Unidos, as autoridades temiam que os diques que protegem a cidade não resistissem e ontem ordenaram a saída do milhão e meio de habitantes.