Última hora

Última hora

Líbano: Chefe da Guarda Presidencial apresenta-se às autoridades

Em leitura:

Líbano: Chefe da Guarda Presidencial apresenta-se às autoridades

Tamanho do texto Aa Aa

As investigações sobre os atentados do dia 14 de Fevereiro que mataram o ex-primeiro-ministro libanês, Rafic Hariri, começaram a dar os primeiros frutos.

Esta terça-feira, o chefe da Guarda Presidencial, Mustapha Hamdane, apresentou-se voluntariamente à Comissão de inquérito internacional que está a investigar o caso, depois de ter sido emitido um mandado de captura por envolvimento no assassínio do ex-chefe de governo. A Justiça libanesa emitiu um outro mandado de captura referente ao antigo deputado pró-sírio Nasser Qandil, mas este ainda não se apresentou nem foi detido. Três outros ex-responsáveis dos serviços de segurança foram detidos, hoje, no âmbito do mesmo inquérito. Rafic Hariri, que abandonou o poder em Dezembro do ano passado para se apresentar às eleições na condição de opositor ao regime, foi vítima de uma bomba detonada à passagem da coluna em que seguia o seu automóvel rumo a Beirute.