Última hora

Última hora

62/a Mostra Internacional de Cinema de Veneza

Em leitura:

62/a Mostra Internacional de Cinema de Veneza

Tamanho do texto Aa Aa

Veneza acolhe a partir desta quarta-feira e até ao dia 10 de Setembro a 62/a edição da Mostra Internacional de Cinema.

O festival fica marcada pelas medidas de segurança excepcionais para evitar um eventual atentado. George Clooney, Gwyneth Paltrow, Isabelle Huppert ou ainda Juliette Binoche são algumas das estrelas mais esperadas pelos venezianos. O directo da Mostra, Marco Mueller, reconhece que com tantas estrelas o certame é um alvo potencial. Quanto aos 19 filmes em competição, dois dos quais são portugueses, Mueller refere que tenta ser “o mais ecléctico possível para expressar maior número de combinações possíveis entre o cinema e o espírito do nosso tempo, para se ter uma visão crítica do mundo.” “Seven Swords”, do realizador de Hong kong Tsui Hark, dá início às hostilidades. Quanto aos realizadores portugueses que competem pelo Leão de Ouro. Manoel de Oliveira concorre com o filme “Espelho Mágico”. João Botelho apresenta “O Fatalista”. Ambos fazem estreia mundial no prestigiado certame. Quanto aos filmes asiáticos, o crítico Nick Vivarelli, refere que “parece apropriado que os filmes do Extremo Oriente se tenham tornado cabeças de cartaz nos maiores festivais de cinema. Na secção dedicada às curtas-metragens, há outro concorrente português. Trata-se do filme de Alberto Seixas Santos “A Rapariga da Mão Morta”. Além dos dois filmes portugueses, em competição pelo Leão de Ouro, estão, entre outras, as películas “Good Night and Good Luck”, de George Clooney, “Romance & Cigarettes”, do actor John Turturro, ou “The Constant Gardener”, do brasileiro Fernando Meirelles.