Última hora

Última hora

Prédios degradados de Paris vão ser evacuados para evitar novos incidentes

Em leitura:

Prédios degradados de Paris vão ser evacuados para evitar novos incidentes

Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos das organizações de defesa dos direitos dos imigrantes invadiramontem o bairro de Marais, em Paris.

Cerca de 150 manifestantes protestaram contra a falta de alojamento social na capital, um dia depois de um incêndio num prédio degradado do bairro ter morto sete imigrantes ilegais africanos. O sinistro que poderá ter tido origem numa ligação eléctrica sobrecarregada é o terceiro incidente do género registado na capital francesa desde Abril. No início de Agosto, as autoridades camarárias tinham alertado para a avançada degradação do edifício, durante uma vistoria. Um responsável municipal sublinha no entanto que, “não foi detectado um risco de incêndio relativo em particular à instalação eléctrica, esse risco seria no entanto igual ao de qualquer outro lar habitado por uma família”. Os vizinhos do bairro de Marais, que nos últimos anos se tornou um dos mais caros de Paris, não estranham a situação, “os habitantes do edifício sinistradoviviam numa situação degradante, não tinham mesmo água corrente, mais dia menos dia era natural que acontecesse uma catástrofe”. Imagens captadas há um ano mostram o interior do edifício onde viviam 12 famílias originárias da Costa do Marfim, que deveriam ser despejadas até Setembro para permitir o início de obras de restauro no prédio de 5 andares. O ministro do interior Nicolas Sarkozy ordenou ontem a evacuação dos mais de um milhar de edifícios que se encontram em situação similar em Paris, apontando as culpas da tragédia de segunda-feira à política de imigração francesa considerada pelo responsável como, “demasiado permissiva”. Actualmente a construção de apartamentos de luxo supera a construção de alojamentos sociais em Paris, onde mais de 300 mil imigrantes continuam à espera de ser uma habitação definitiva.