Última hora

Última hora

Drama na escola de Beslan persegue os vivos um ano depois

Em leitura:

Drama na escola de Beslan persegue os vivos um ano depois

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar de ter sido há um ano, regressar ao local da tragédia continua a ser um exercício de dôr e revolta. O sequestro de Beslan durou três dias e que matou 331 pessoas, na maioria crianças, que iniciavam o ano escolar, a 1 de Setembro.

O comando que tomou a escola de assalto, composto na maioria, crê-se, por chechenos, armadilhou os locais estratégicos do estabelecimento, colocou bombas e detonadores. A intervenção das forças russas precipitou os acontecimentos. Do grupo atacante de uns 30 homens e mulheres apenas sobreviveu um homem, que está a ser julgado. Mas as famílias dos mortos querem mais justiça, mais julgamentos. As mães não se conformam, não lhes é humanamente possível.