Última hora

Última hora

Prémio príncipe das Astúrias de Desporto atribuído a Fernando Alonso

Em leitura:

Prémio príncipe das Astúrias de Desporto atribuído a Fernando Alonso

Tamanho do texto Aa Aa

O mais jovem piloto de fórmula 1 a atingir o topo da modalidade foi galardoado hoje com o prémio príncipe das Astúrias para o desporto.

De uma lista de 18 nomeados, onde se encontravam nomes com os dos jogadores Diego Maradona ou Johan Cruyff, o júri presidido por Juan Antonio Samaranch,decidiu distinguir o mais jovem de todos, Fernando Alonso. Um herói espanhol que, como sublinhou o júri, “conseguiu chegar ao topo da sua especialidade depois de anos de sacrifícios e com a ajuda da família”. Alonso foi informado da atribuição do galardão na sua residência britânica, em Oxford, onde se prepara para o grande prémio da Bélgica, que se realiza este fim-de-semana. Aos 24 anos Fernando Alonso Dias quebrou todos os recordes de velocidade, de ascensão, na fórmula 1, ocupando a primeira posição no mundial da modalidade. Nada de estranho para o piloto asturiano que, anos antes de poder tirar a carta de condução, já vencia sobre o asfalto competições nacionais e internacionais dekarting, conquistando o título de campeão mundial de juniores aos 14 anos. Admirador do ciclista Lance Armstrong, Alonso esteve para ser guarda-redes do Celta de Vigo, mas com o apoio do pai, acabaria por fazer uma viragem a 360 graus. Depois de uma breve passagem pela fórmula 3000, Alonso acelera para a fórmula 1 em 2001 correndo pela equipa italiana Minardi. Piloto da Renault desde 2002, Alonso atingiria um ano depois em Budapeste a sua primeira vitória num grande prémio mundial, com apenas 22 anos (mais rápido do que Schumacher que só conseguiu o mesmo feito aos 25 anos). Desde então que os pódios e o público não deixam de aclamar o carismático piloto que a família trata por “Nano”, os rivais por “magic”, e a imprensa por “El Toro”.