Última hora

Última hora

Furacão Katrina: danos são colossais

Em leitura:

Furacão Katrina: danos são colossais

Tamanho do texto Aa Aa

De todas as regiões e estados, de todas as camadas do tecido social norte-americano surgem acções de solidariedade para com as vítimas do Katrina. Os americanos organizam-se para minimizar as consequências da desintegração social provocada pelo furacão que devastou mais de 80% da cidade de Nova Orleães e afectou três estados do sul dos EUA.

As preocupações das autoridades estão agora centradas na evacuação total da cidade, por causa do risco de epidemias. Continua a romaria de camiões frogoríficos transportando cadáveres recolhidos para um enorme armazém frigorífico em St Gabriel. Pela cidade, o cenário que as equipas de socorro encontram é dantesco e continua a revelar os efeitos devastadores do Katrina e que a descida do nível das águas irá acentuar. As autoridades registaram cinco casos de morte ligados a infecções bacteriológicas e insistem na evacuação de toda a superfície inundada de Nova Orleães, deparando frequentemente com a resistência dos habitantes. 10 dias depois da passagem do Katrina, todos os esforços de recuperação parecem liliputianos perante a amplitude do sinistro e todos esperam que o Ofélia, outra tempestade tropical que se encontra próxima do golfo do México, não atinja esta região. Alguns analistas consideram que o crescimento da economia norte-americana poderá sofrer um retrocesso de meio a um ponto percentuais e a perda de cerca de meio milhão de empregos.