Última hora

Última hora

Ex-director do programa "Petróleo por Alimentos" rejeita acusações de corrupção

Em leitura:

Ex-director do programa "Petróleo por Alimentos" rejeita acusações de corrupção

Tamanho do texto Aa Aa

O ex-director do programa da ONU para o Iraque “Petróleo por Alimentos“rejeitou as acusações de corrupção efectuadas pela Comissão de Investigação Independente. Benon Sevan reagiu através de um comunicado emitido em Nova Iorque e atacou o Conselho de Segurança que, segundo afirma, “o mantinha diariamente informado sobre o funcionamento do programa e dos obstáculos encontrados no domínio de práticas de preços, sobrefacturação e de controlo”.

Sevan acusa ainda o Conselho de Segurança de autorizar Saddam Hussein a escolher as companhias que beneficiariam dos contratos para comprarem petróleo e vender os bens de consumo. O relatório da Comissão, presidida por Paul Volker, foi ontem tornado público. No documento são feitas acusações concretas a Sevan e ao filho de Kofi Annan. O secretário-geral da ONU assumiu publicamente as responsabilidades pelos erros do programa mas congratulou-se por o seu nome não ter sido confirmado nas fraudes detectadas. No mês passado a Comissão Volker acusara Sevan de ter recebido vários milhares de dólares de uma companhaia petrolífera em troca da obtenção de contratos.