Última hora

Última hora

Em altura de crise... híbridos brilham em Frankfurt

Em leitura:

Em altura de crise... híbridos brilham em Frankfurt

Tamanho do texto Aa Aa

O salão automóvel de Frankfurt abre as portas ao público esta quinta-feira num cenário de crise, por culpa do cada vez mais elevado preço dos combustíveis. O salão marca a rentrée do mercado automóvel.

Os próximos seis meses vão ser pautados pela apresentação de novos modelos por parte dos principais construtores e também por mudanças nas cúpulas. As atenções estão viradas para os novos homens-fortes da Daimler-Chrysler, Dieter Zetsche, e da Renault, Carlos Ghosn. Embora para este ano se preveja uma ligeira retoma nas vendas de automóveis, os valores devem cair novamente para o ano, para os 14,4 mil carros vendidos na Europa Ocidental. Até 2010, os números devem subir muito ligeiramente, para os 14,9 milhões. A culpa desta crise é, naturalmente, da subida nos preços do petróleo, que faz com que os combustíveis estejam ao preço mais alto de sempre. A situação está a fazer os fabricantes adoptarem novas estratégias, nomeadamente promoções, habitualmente reservadas ao sector intermédio e aos carros de topo de gama, que agora são também aplicadas às gamas mais baixas. Outra novidade em destaque neste salão tem a ver com os carros híbridos, que combinam o combustível tradicional com energia eléctrica, fazendo assim poupanças. A Porsche apresenta uma versão híbrida do Cayenne, com tecnologia da Toyota, pioneira do género com o Prius. A Lexus, marca de topo de gama da Toyota, vai também apresentar um híbrido.