Última hora

Última hora

Inglaterra contra a escalada do preço do petróleo

Em leitura:

Inglaterra contra a escalada do preço do petróleo

Tamanho do texto Aa Aa

Em Inglaterra, as manifestações organizadas pelos profissionais dos transportes têm decorrido com absoluta tranquilidade e não há notícia de qualquer bloqueio às refinarias de petróleo, como se chegou a temer

Os manifestantes pretendem que o governo baixe os impostos sobre os combustíveis, para compensar o constante aumento do preço, na origem. Mas o governo britânico vai manter a atitude de outros governos europeus. Esta terça-feira, o ministro das Finanças discursou numa iniciativa da poderosa central sindical TUC, em Brighton. Gordon Brown foi claro. Não haverá nenhuma redução fiscal sobre os produtos petrolíferos e, portanto, o preço da gasolina vai manter-se. Para Gordon Brown, só existe uma saída para o problema, uma solução mundial, como ele próprio disse. E essa solução é o aumento de produção, a decidir pela OPEP, de modo a provocar uma baixa dos preços. Apelou por isso a uma acção concertada, junto dos Países Produtores e Exportadores de Petróleo. Andrew Spence, o porta-voz dos manifestantes, garantiu, entretanto, que nenhuma refinaria seria bloqueada.