Última hora

Última hora

Iraque: onze atentados fazem 160 mortos

Em leitura:

Iraque: onze atentados fazem 160 mortos

Tamanho do texto Aa Aa

A Al-Qaida mata no Iraque para vingar a ofensiva da força multinacional e dasforças de segurança iraquianas em Tall-Affar. O bastião dos rebeldes sunitas, no nordeste do Iraque, perto da fronteira com a Síria, tem sido alvo de uma violenta repressão tendo provocado várias centenas de baixas na guerrilha.

O braço da Al-Qaida reinvindica assim onze atentados que fizeram 160 mortos e várias centenas de feridos. O mais sangrento ocorreu no bairro xiita de Kazhimiya, no norte de Bagdad, e matou 114 pessoas deixando feridas 162. Trata-se do segundo ataque mais mortífero desde o fim oficial da guerra no Iraque, logo a seguir ao de Hilla,em Fevereiro último onde morreram 125 pessoas. Um segundo ataque visou uma patrulha da Guarda Nacional iraquiana. Um bombista suicida fez-se explodir à passagem dos militares atingindo mortalmente seis pessoas, três militares e três civis. Pouco depois uma nova explosão no bairro xiita de Al-Shula, no noroeste da cidade causou a morte a quatro civis e feriu 22. Horas mais tarde um quarto atentado contra uma fábrica de gás matava mais onze iraquianos. Ao mesmo tempo, dois guarda-costas e três funcionários do ministério do Interior eram apanhados numa emboscada no bairro norte de Wazirya, onde um kamikaze fez explodir um carro armadilhado quando chegava a polícia de reforço.