Última hora

Última hora

Nova Iorque: Abertura da 60a. sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas

Em leitura:

Nova Iorque: Abertura da 60a. sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas

Tamanho do texto Aa Aa

A cimeira da ONU, onde marcam presença mais de uma centena e meia de chefes de Estado e de governo, começou ensombrada pela falta de acordo em relação às reformas fundamentais que a organização tem de sofrer para se adaptar a uma realidade distante do pós-guerra.

Mesmo assim, Kofi Annan considerou que a adopção duma versão reduzida da sua proposta de reformas representa um “avanço”, nomeadamente na “condenação do terrorismo” que as nações se comprometem a combater onde quer quer surja. No entanto o secretário-geral reconheceu que ainda não existe acordo sobre as reformas fundamentais, “as diferenças, algumas substanciais e legítimas” impediram maiores avanços, afirmou Annan. A proposta apresentada em Março pelo secretário-geral, intitulada “In a Larger Freedom”, acabou por ser aprovada numa versão mais inócua que a original: não se conseguiu acordo em relação à definição de terrorismo. Não foram definidos os critérios para aceder ao futuro Conselho dos Direitos Humanos; as referências ao desarmamento e à não-proliferação de armas foram abandonadas. Depois de Kofi Annan foi a vez de George Walker Bush dirigir-se à Assembleia. O presidente norte-americano afirmou estar pronto “para eliminar as barreiras ao comércio, se as outras nações fizerem o mesmo”. O fim das barreiras e das subvenções à agricultura são uma exigência dos países em desenvolvimento e, segundo Bush, uma forma de “tirar milhões de pessoas da pobreza nos próximos anos”. O presidente norte-americano colocou a tónica do seu discurso na luta contra o terrorismo e as suas causas, apelando às nações para se unirem tal como fizeram para responder às catástrofes naturais na Ásia e no Golfo do México. Bush reafirmou ainda o compromisso em relação aos Objectivos do Milénio fazendo o relato do trabalho feito no terreno pelos norte-americanos nos últimos doisanos.