Última hora

Última hora

Prémio Príncipe das Astúrias para Filhas de S. Vicente

Em leitura:

Prémio Príncipe das Astúrias para Filhas de S. Vicente

Tamanho do texto Aa Aa

As Filhas da Caridade de S. Vicente de Paula, uma obediência religiosa com vasta obra, espalhada por 93 países, foi a vencedora do Prémio Príncipe das Astúrias da Concórdia. O anúncio foi feito ao fim desta manhã, na cidade espanhola de Oviedo, pelo presidente do juri, Vicente Alvares Areces.

As Filhas da Caridade de S. Vicente de Paula existem desde 1633 e começaram o seu trabalho solidário em França e na Polónia. Hoje, a acção desta obediência estende-se pelos cinco continentes, abrangendo acções de socorro, sanitárias e educativas. Havia mais 54 candidaturas. Mas a escolha acabou por premiar, com 50 mil euross e uma estatueta de Joan Miró, esta instituição de bem-fazer, por proposta do secretário da Conferência Episcopal de Espanha, Juan António Martinez Camino. A Fundação Príncipe das Astúrias atribui anualmente oito prémios, para as diferentes áreas de actividade. Este ano, já foram galardoadas personalidades, como o cientista português, António Damásio, o líder do Campeonato do Mundo de Fórmula 1, Fernando Alonso, ou ainda a antiga presidente do Parlamento Europeu, Simone Veil.