Última hora

Última hora

Divergências marcam a cimeira das Nações Unidas

Em leitura:

Divergências marcam a cimeira das Nações Unidas

Tamanho do texto Aa Aa

O ambiente no início da cimeira da ONU era de aparente satisfação, mas na realidade a reforma das Nações Unidas continua praticamente na mesma.O acordo alcançado antes da reunião ficou muito longe dos objectivos iniciais.

Em 35 páginas de texto, todos concordaram na promoção da luta contra a pobreza, no estabelecimento do direito de ingerência em caso de genocídio e crimes de guerra, na criação de um conselho de direitos humanos e de uma comissão de consolidação da paz. No entanto, há duas questões importantes que continuam sem resolução: o desarmamento e a não proliferação de armas nucleares. Os Estados Unidos foram um dos responsáveis pela falta de consenso, mas o presidente pediu maior cooperação para combater o terrorismo. E por agora o que conseguiu foi unir os líderes mundiais na batalha contra o incitamento a actividades terroristas. O chefe de governo britânico fez o possível para não mencionar as diferenças de posição entre os Estados e congratulou-se com o que foi alcançado no actual acordo. Tony Blair lembrou que nem sempre se consegue o pretendido, como evitar a morte de milhões de pessoas, mas há muita coisa pode ser feita.