Última hora

Última hora

Katrina: Bush assume culpa nas falhas das operações de socorro

Em leitura:

Katrina: Bush assume culpa nas falhas das operações de socorro

Tamanho do texto Aa Aa

Em directo de Nova Orleães e num discurso à nação dedicado por inteiro ao furacão Katrina, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, assumiu responsabilidade por tudo o que falhou nas operações de salvamento.

“O sistema e todos os níveis governamentais não estiveram bem coordenados e ficaram desgastados logo nos primeiros dias. (…) Os americanos têm todo o direito de esperar uma resposta mais eficaz nas situações de emergência. Quando o governo federal falha a cumprir uma obrigação, eu, como Presidente, sou responsável pelo problema e pela solução”, declarou Bush. Com a popularidade em baixa, Bush dirigiu-se à nação e prometeu reconstruir a cidade de Nova Orleães, “num dos maiores esforços que o mundo já viu” e com substancial ajuda financeira federal. Mas alguns comentadores questionam onde o governo vai buscar dólares para fazer face a uma tarefa que deverá custar mais do que já foi gasto em três anos de guerra no Iraque e numa altura em que orçamento público norte-americano é deficitário. De acordo com o último balanço oficial, o furacão Katrina provocou pouco menos 800 mortos, mais de 500 dos quais em Nova Orleães. A recolha de cadáveres está agora a ser facilitada pela descida das águas. De acordo com o mayor Ray Nagin, uma parte significativa da cidade vai ser reaberta este fim-de-semana, facto que vai permitir o regresso a cerca de 180 mil habitantes.