Última hora

Última hora

Fronteira entre Gaza e Egipto fechada a betão para ser controlável

Em leitura:

Fronteira entre Gaza e Egipto fechada a betão para ser controlável

Tamanho do texto Aa Aa

Um fluxo incontrolável de palestinianos que passam da Faixa de Gaza para o Egipto obrigou as autoridades palestinianas a bloquear as fronteiras. A polícia chegou mesmo a atirar pedras e tiros para o ar na passagem de Rafah.

Grande parte dos palestinianos tem família no Egipto, para além dos produtos de primeira necessidade serem mais baratos do outro lado da fronteira. O problema é a falta de controlo que permite, em muitos casos, a entrada de armas ilegais e de droga na Faixa de Gaza. A região de Gaza tem cerca de 14 quilómetros de fronteira como Egipto. Do lado egípcio, deveriam estar 750 agentes da polícia para tentar controlar o contrabando de armas e de droga. Crê-se que desde a retirada israelita da Faixa de Gaza que milhares de armas, entre as quais fusis automáticos, chegaram às mãos dos radicais palestinianos que recusam desarmar. Enquanto antes utilizavam os famosos túneis, entre eles a passagem de Filadélfia, para o tráfico, nestes últimos dias aproveitaram a porosidade da fronteira que as autoridades tentam, agora, impermeabilizar com betão.