Última hora

Última hora

Polónia prepara-se para virar à direita

Em leitura:

Polónia prepara-se para virar à direita

Tamanho do texto Aa Aa

A Polónia está a menos de 24 horas de eleições legislativas que prometem tornar-se um marco na história do país. 16 anos depois da queda do comunismo, a direita prepara-se para chegar pela primeira vez ao poder.

Este domingo os eleitores polacos vão definir o próximo primeiro-ministro. O democrata cristão Jaroslaw Kaczynski do Partido Direito e Justiça lidera as previsões com uma sondagem a revelar que reúne a preferência de 31% dos eleitores. Já os rivais da Plataforma Cívica, também de direita, que apostam no liberal Jan Rokita, antigo dirigente do histórico movimento sindical Solidariedade, está cotado com 29% das intenções de voto. Estas duas forças políticas de direita anunciaram a intenção de realizar uma coligação governamental que lhes dará 334 assentos dos 460 da câmara baixa. Uma forte maioria absoluta. Na esquerda Wojciech Olejniczak do SLD, o partido no poder e com o apoio do actual presidente polaco Aleksander Kwasniewski, não vai além dos 10 por cento nas intenções de voto. A abrupta queda do SLD e da esquerda em geral deve-se a uma série de escândalos de corrupção, abuso de poder e clientelismo nos últimos anos. Com os eleitores descrentes prevê-se que a taxa de abstenção será elevada.