Última hora

Última hora

Ulster: IRA já não tem armas

Em leitura:

Ulster: IRA já não tem armas

Tamanho do texto Aa Aa

O Exército Republicano Irlandês (IRA) desmantelou todo o seu armamento, conforme estava definido nos acordos de paz assinados em 98. A anúncio foi proferido pelo general canadiano John de Chastelain, chefe da Comissão Internacional Independente para o Desarmamento. Na conferência de imprensa estiveram também presentes membros do clero que confirmaram a veracidade das afirmações de Chastelain.

“Estamos satisfeitos por constatarmos que as armas desmanteladas representam a totalidade do arsenal do IRA”, declarou o general, que depois precisou terem sido destruídas “munições, pistolas, espingardas, metralhadoras, morteiros, mísseis e explosivos.” Este é um marco na história no Ulster. O conflito, que já dura há 35 anos e provocou cerca de 3.500 mortos, aproxima-se do fim. A destruição total das armas do IRA permite desbloquear o processo de paz definido no Acordo de Sexta-Feira Santa de 98, um documento que contou com a participação de Bill Clinton, na altura presidente dos Estados Unidos, e foi assinado por Gerry Adams, do Sinn Fein; David Trimble, líder do Partido Unionista e Tony Blair, primeiro-ministro britânico.