Última hora

Última hora

Alemanha: SPD modera tom para permitir Grande Coligação com CDU/CSU

Em leitura:

Alemanha: SPD modera tom para permitir Grande Coligação com CDU/CSU

Tamanho do texto Aa Aa

O SPD poderá estar disposto a rever a sua posição para ultrapassar o impasse político na Alemanha.

Os sociais-democratas, no governo há sete anos, poderão aceitar tomar parte numa coligação liderada pelos democratas-cristãos e, de acordo com a imprensa,encaram mesmo descartar Gerhard Schroeder, desde que o líder Franz Muentefering assuma o cargo de vice-chanceler. Sobre a actual situação política, Schroeder frisou, ontem em Estrasburgo, que “os alemães votaram pela renovação do país sem sacrificar a coesão social. Um novo governo terá de assumir essa missão e dedicar-se às reformas. Por isso, é praticamente certo que teremos um governo de Grande Coligação”. Os conservadores vão hoje receber o SPD numa nova reunião exploratória para negociar os moldes em que poderá ser constituída essa aliança.Mas, para Angela Merkel, só pode haver lugar a conversações formais mediante algumas garantias. “O respeito de certas regras passa, por exemplo, por nos ser incumbido a nós, a União CDU/CSU, o mandato de formar governo e de escolher o chanceler”. A situação poderá ficar mais clara no próximo domingo com as eleições em Dresden, o único círculo eleitoral que não foi a votos a 18 de Setembro, mas o actual equilíbrio de forças não deverá ser alterado.