Última hora

Última hora

Militares franceses recuperam navio tomado por grevistas

Em leitura:

Militares franceses recuperam navio tomado por grevistas

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo de intervenção da guarda nacional francesa tomou de assalto, esta manhã,o navio da companhia marítima pública SNCM que, durante a noite, tinha sido sequestrado por trabalhadores da empresa.

Cerca de 50 elementos dos comandos helitransportados desceram sobre a embarcação que se preparava para entrar no porto de Bastia, no norte da Córsega. O navio misto – de transporte de passageiros e carga – estava vazio e tinha sido tomado no porto de Marselha pelos funcionários em greve, membros do Sindicato dos Trabalhadores Corsos, que tentaram levá-lo durante a noite para o porto de Bastia. A tomada do navio surge na sequência do protesto dos trabalhadores da companhia pública francesa de navegação SNCM e veio agravar o conflito laboral que eclodiu nos últimos dias. Os trabalhadores revoltaram-se aquando do anúncio da venda da companhia aos fundos de investimento privados Butler Capital Partners. Os principais sindicatos do sector decretaram ontem uma greve que foi prolongada pelo dia de hoje, levando à paralisia dos portos de Marselha e Bastia, onde há manifestações contra a decisão do Estado francês. O clima é de grande tensão. Durante a noite registaram-se actos de violência na cidade de Bastia, que obrigaram à intervenção da polícia. A Butler Capital Partners adiantou que o seu plano de recuperação da SNCM passa pelo despedimento de 300 a 400 funcionários.