Última hora

Última hora

Espanha e Marrocos debatem combate à imigração ilegal

Em leitura:

Espanha e Marrocos debatem combate à imigração ilegal

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro espanhol José Luis Rodriguez Zapatero tem hoje uma delicada cimeira com o chefe de governo marroquino Driss Jettou.

Em Sevilha e em Córdoba, onde decorrem as reuniões, vão ser discutidas questões como a cooperação no combate à imigração clandestina e ao terrorismo, o Sahara Ocidental e as pescas em águas partilhadas. Assuntos que afastam os dois países, numa altura em que a pressão dos imigrantes ilegais assume proporções nunca vistas no enclave espanhol de Melilla. Nos últimos dias, milhares de clandestinos com escadas artesanais tomaram de assalto a barreira fronteiriça, envolvendo-se em confrontos com a guarda civil espanhola, que logrou deter centenas de pessoas. Para fazer face à vaga, o governo de Zapatero reforçou o dispositivo policial e está a aumentar a cerca de três para seis metros de altura, bem como a melhoraro sistema de detecção por infra-vermelhos. Apesar de, em 2004, se ter registado um acréscimo de 37% na intercepção de imigrantes que tentam entrar em Espanha por via marítima, Madrid reclama ainda maior cooperação de Rabat. Mas para isso, Marrocos, cada vez mais um país de trânsito, exige apoio financeiro e que a União Europeia conclua acordos de repatriamento com os países de proveniência dos imigrantes.