Última hora

Última hora

Estâncias no Bali visadas por novos atentados terroristas

Em leitura:

Estâncias no Bali visadas por novos atentados terroristas

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 23 pessoas terão perdido a vida e mais de cinquenta ficaram feridas em explosões quase simultâneas em duas estâncias da ilha indonésia de Bali.

Confirmadas, estão duas deflagrações, corroboradas por um turista português à agência Lusa. A primeira explosão registou-se às 18 horas e 50 minutos locais, num café junto à praia de Jimbaran e a outra deu-se 15 minutos depois no centro de Kuta. As duas estâncias turísticas situam-se a 30 quilómetros uma da outra. Meios de comunicação indonésios falam não de duas, mas de três ou mesmo uma série de deflagrações. Não se conhece a origem das explosões, mas a polícia indonésia admite uma acção terrorista, afirmando que terão sido provocadas por bombas. O presidente indonésio, condenou os actos criminosos. Susilo Bambang Yodoyono deslocou-se à região, com o objectivo de visitar as zonas afectadas. As informações quanto ao número de mortos e feridos permanecem um pouco confusas. Um responsável da embaixada francesa referiu 23 vítimas mortais, após visitar vários hospitais, mas ainda não existe uma confirmação oficial. Segundo meios de comunicação locais há quatro vítimas mortais entre os estrangeiros, e dezenas de turistas ocidentais entre os feridos. Dezenas de pessoas, muitas das quais estrangeiros, deram entrada nos hospitais locais, onde recebem assistência médica. O paraíso turístico de Bali, e concretamente a praia de Kuta, foi visado por ataques terroristas no passado. A 12 de Outubro de 2002, atentados em duas discotecas da estância de Kuta reclamaram duzentas e duas vidas.