Última hora

Última hora

UE sem acordo para negociar adesão turca

Em leitura:

UE sem acordo para negociar adesão turca

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros dos Negócios Estrangeiros dos 25, chegaram “optimistas” ao Luxemburgo, mas não conseguiram alcançar um acordo sobre as negociações de adesão da Turquia à União Europeia, que devem arrancar esta segunda-feira.

Ao final de uma maratona de cinco horas de reunião, Jack Straw exprimiu a sua “frustração” por um fracasso dos europeus em chegarem a um entendimento sobre as linhas directoras do processo. Um documento que tem de ser aprovado por unanimidade. O chefe da diplomacia britânica referiu que “esta não é a primeira vez que um processo fica a mercê da falta de unanimidade e que também não será o última”. Palavras que tentam minimizar um eventual agravamento da crise no seio da união, depois das negas da França e da Holanda quanto à constituição europeia. Para se tentar encontrar um compromisso a reunião prossegue esta segunda-feira de manhã. A Áustria é o estado-membro responsável pelo impasse. Um ano depois de ter aceite o dia 3 de Outubro para o arranque das negociações, Viena anunciou que não concorda com o articulado do acordo, ao contrário dos restantes 24 países da União. Ursula Plassnik, ministra dos Negócios Estrangeiros austríaca referiu “ter a esperança de que vai existir progresso suficiente que sirva os interesses do seu país”. Entre outras questões, a Áustria pretende que no texto conste uma solução alternativa, como uma parceria privilegiada. Cenário rejeitado por Ancara. A primeira promessa de adesão ao clube europeu feita à Turquia data de 1963.