Última hora

Última hora

UE:Acordo não apaga clima mútuo de suspeição em torno da adesão turca

Em leitura:

UE:Acordo não apaga clima mútuo de suspeição em torno da adesão turca

Tamanho do texto Aa Aa

O início das conversações após horas de discussão no seio dos Vinte e Cinco permitiu à Turquia concretizar um sonho almejado há décadas.

Porém, de uma parte e de outra, o clima de suspeição mantém-se e muito há ainda por fazer. A questão do reconhecimento de Chipre continua pendente, mas a posição de Ancara não se vai alterar, enquanto não for obtido um acordo de paz que permita a reunificação da ilha. As reticências do bloco europeu suscitam dúvidas na imprensa turca, o que deixa entender que a opinião pública do país perdeu parte do alento após o anúncio da abertura das negociações. No entanto, esta manhã no Luxemburgo, o chefe da diplomacia turca Abdullah Gul voltou a realçar a importância do acordo ‘histórico’ ontem alcançado. Posição que é partilhada pela presidência britânica da UE, expressa por Jack Straw: “Poder trazer este grande país, maioritariamente muçulmano, para a União Europeia que foi previamente dominada por países com uma herança cristã é uma forma de, neste momento crítico, aproximar estas duas grandes religiões e provar que não há choque de civilizações, apenas uma profunda divisão entre as pessoas civilizadas de todo o mundo e uma pequena minoria que deseja aniquilar a nossa civilização”. A cerimónia de ontem no Luxemburgo representa o corolário de décadas de espera, à porta do bloco europeu. Mas, apesar do entusiasmo, o caminho para a adesão ainda é longo e cheio de obstáculos.