Última hora

Última hora

América Central duramente afectada pelo "Stan" vê aumentar número de vítimas

Em leitura:

América Central duramente afectada pelo "Stan" vê aumentar número de vítimas

Tamanho do texto Aa Aa

São já 217 as pessoas mortas nas inundações e deslizamentos de terra na América Central originados pelas fortes chuvas da tempestade tropical “Stan”.

O Guatemala é o país mais afectado, contando já quase 130 mortos. A destruição atinge sobretudo duas zonas pobres a oeste da capital habitadas por índios e apreciadas por turistas. Os diversos países da América Central atingidos pelo “Stan” pedem ajuda internacional para fazer frente às necessidades das várias centenas de milhares de sinistrados. Em El Salvador, onde o Stan e o vulcão Santa Ana destriram quase 80% do território, procura-se recuperar. Mas no país, tal como na Guatemala, naNicarágua, nas Honduras e no México, os poucos meios disponíveis são mobilizados para socorrer os sobreviventes. O número de desaparecidos esse é indetermiando em todos os países atingidos pelo “Stan”. A maioria das habitações foi arrastada pelas águas, cuja fúria não poupou também as explorações agrícolas e os animais domésticos. Uma cidadã mexicana, da localidade de Tapachula, pede ajuda para a região que ainda não teve qualquer apoio, mas a sua grande preocupação são os filhos que nada têm para comer. As operações de resgate e de distribuição de ajuda são dificultadas pelo estado das estradas e pontes. Algumas estão destruidas e a chuva continua a cair.