Última hora

Última hora

Acordo desbloqueia porto de Marselha

Em leitura:

Acordo desbloqueia porto de Marselha

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de 19 dias de bloqueio o porto de Marselha prepara-se para voltar à normalidade. Os trabalhadores grevistas deste porto autónomo, solidários com o movimento de constestação da SNCM e em protesto também contra privatização da estrutura portuária, acordaram pôr fim à paralização.

Depois de uma reunião de cinco horas com a direcção dois de três sindicatos representativos votaram a favor do regresso ao trabalho à excepção dos funcionários petroquímicos. Este acordo deu-se horas depois de um atentado contra as instalações do porto de Bastia, vazio no momento da explosão. A deflagração provocou danos materiais, mas o acto não foi ainda reivindicado. Ontem, a FLNC, um dos principais movimentos independentistas reivindicou o lançamento de um morteiro contra uma vedeta do Estado no passado dia 1. Esta organização lançou uma ameaça às empresas candidatas à compra da SNCM. O aviso surge quando o governo recorreu de novo às forças da ordem para desbloquear os acessos ao porto de Marselha cujo bloqueio tem causado o desespero de centenas de empresários e milhões de euros de prejuízo para a economia regional.