Última hora

Última hora

Antonio Fazio interrogado na Procuradoria-Geral de Roma

Em leitura:

Antonio Fazio interrogado na Procuradoria-Geral de Roma

Tamanho do texto Aa Aa

O governador do Banco de Itália deslocou-se ao Palácio de Justiça, na capital italiana, para responder a questões relacionadas com um alegado abuso de poder por favorecimento num negócio entre bancos.

Numa polémica que se estende há vários meses é atribuído a Antonio Fazio um papel preponderante nas ofertas apresentadas em Abril último pela Banca PopolareItaliana e o banco holandês Abn Amro para aquisição do Antonveneta. Fazio terá favorecido o banco italiano. No entanto, graças às investigações judiciais que levaram ao congelamento da oferta da BPI, acabou por ser o grupo holandês a assumir o controlo do Antonveneta. Na sequência deste escândalo, o governador do Banco de Itália já foi “convidado”, directa e indirectamente, pelo governo a apresentar a sua demissão. Fazio recusa abandonar o cargo e defende a sua inocência.